Posso misturar joias em ouro, prata e rosé?

Até pouco tempo, se você estivesse usando um anel de prata, com certeza não usaria uma corrente ou um relógio dourado, pois existia uma regrinha em que a palavra chave era “combinar” e o mix de cores das peças deveriam ter o seu uso controlado.

Hoje a moda está muito mais flexível em relação à mistura das cores dos metais, é só dar uma olhada nos Instagrams de moda ou nas fotos do Pinterest, para perceber que essa regra caiu por terra – a misturinha está na moda!

Mas e agora? Como faço para misturar as joias em prata, ouro e rosé?

O segredo é manter o equilíbrio entre os elementos.

  • Primeiro item da lista, sem exageros!

Não dá para usar cores diferentes de joias com o mesmo peso, é preciso escolher um tom como o principal e inserir os outros de forma sutil. Por exemplo, se a sua peça principal é um anel rosé, você pode usar uma corrente em prata mais discreta, ou anéis dourados delicados.

joias-em-prata-ouro-e-rose_sem-exageros
Anéis Marina Zardo

 

  • De olho no acabamento!

Evite usar textura e brilhos muito diferentes, se você escolher uma peça principal de acabamento polido, tente harmonizar com outras peças com o mesmo tipo de acabamento.

joias-em-prata-ouro-e-rose_acabamento
Pulseiras em prata folheadas a ouro 18k, ouro rosé e ródio.

 

  • Molinha ou durinha?

Se a sua peça principal for uma corrente maleável, você pode optar por outras peças molinhas. Assim como se a sua escolha for por uma pulseira estruturada, você pode combinar com peças que também se destacam pela estrutura.

joias-em-prata-ouro-e-rose_estrutura2
Garrafa Sonho  /  Escapulário Paris

 

 

  • Nem tudo é moda.

joias-em-prata-ouro-e-rose_nem-tudo-e-moda

Mais do que seguir tendências é importante seguir o seu estilo, uma joia deve estar em harmonia com a sua personalidade. Você é livre para fazer suas combinações, afinal, para estar bonita é preciso sentir-se bem.